Preparando o Natal


Deixe um comentário

Acender as velas de novo

1

Há alguns anos, um médico do sul de França entrou em contacto comigo. A neta tinha adoecido subitamente e nenhum médico local conseguia efetuar um diagnóstico. Como os sintomas da doença da menina coincidiam com algo que eu havia descrito em artigos científicos acerca do sistema nervoso autónomo, o avô decidira pedir a minha ajuda.
Mostrei-me disponível de imediato e, durante vários meses, colaborei, por telefone ou fax, com os médicos franceses que tratavam a criança. Chegámos, por fim, a um diagnóstico e prescrevi um guia de tratamento que se revelou eficaz, pois a menina recuperou miraculosamente no espaço de algumas semanas. Os avós agradeceram-me e pediram-me que os contactasse, se alguma vez fosse a França. Continuar a ler

Anúncios


Deixe um comentário

Clara – a menina que sobreviveu ao Holocausto

 Uma história tão tocante quanto O diário de Anne Frank e A lista de Schindler. É o que se pode dizer deste livro, baseado no diário que a judia Clara Kramer escreveu em plena Segunda Guerra Mundial, quando tinha apenas 15 anos.

A 21 de julho de 1942, os Nazis conquistam a cidade polaca de Zolkiew, originando a deportação e o massacre de milhares de judeus. A família de Clara consegue esconder-se num bunker que apressadamente escavaram à mão. A viver por cima deles e a protegê-los, estava a família Beck. Embora se proclame antissemita, o Sr. Beck arrisca diariamente a vida pelos dezoito judeus que acolheu.

Apesar das condições de vida inumanas, dos relatos diários da morte de familiares e amigos e do terror constante, os laços de amor e solidariedade que se estabeleceram entre eles dão conta da grandeza que faz pulsar o coração humano.

Contra todas as probabilidades, Clara sobreviveu para contar a sua história. Continuar a ler