Preparando o Natal

Jácome e o cântico de Natal

Deixe um comentário

Jácome está de muito mau humor. Dentro de dias é Natal e ele não gosta do Natal. Não acredito nessa história de Deus nascer numa manjedoura… tretas! , resmunga ele para os seus botões. Batem à porta e o velho músico resmunga mais uma vez:
— O que é que se passa? — pergunta com alguma rudeza enquanto vai abrir.
— Desculpe! — responde um jovem. — Não queria incomodá-lo!
Jácome suaviza a voz e convida o visitante a entrar.
— Perdoe. Sou um velho rabugento. Em que posso ajudá-lo?
— Sou o novo padre da paróquia — explica o jovem. — Venho encomendar-lhe um cântico de Natal!
Jácome quase cai de costas: Um cântico de Natal!? Vem mesmo a calhar!, diz ele baixinho. E afinal, por que não? Neste momento nem tenho trabalho!
— De acordo! — diz ele, finalmente.
— Fico feliz — responde o padre a sorrir. — Virei buscá-lo para a Missa do Galo.
Jácome põe de imediato mãos à obra! Diante da folha branca, o pobre homem atormenta-se. Como é difícil escrever um cântico de Natal quando não se acredita em Jesus! Como é custoso cantar a alegria de Natal quando não se gosta desta festa!
Risca e torna a riscar, faz umas garatujas e deita fora dezenas de folhas. Ao fim de algum tempo, cansado, adormece em cima da secretária e começa a sonhar.
Sonha que um Anjo entra pela janela e que vem segredar-lhe ao ouvido. O Anjo fala-lhe da noite de Natal em que um recém-nascido nasceu para salvar o mundo e amar todos os homens. Murmura-lhe que aquele Menino também veio por ele, Jácome! Revela-lhe ainda a doçura de Deus que nasce discretamente numa manjedoura, para não se impor aos homens.
A dormir, Jácome sorri.
Ao acordar, a meio da noite, o velho músico pega numa nova folha.
Ei-lo que se põe a escrever, a escrever… “Vinde, adoremos este Menino! É pequeno, tão pequenino, quem diria que é o maior? Vinde, adoremos este Jesus! Vamos anunciá-Lo para sempre, veio por nós!”
Jácome não pára, o seu coração transborda de agradecimento a Deus, que acaba de descobrir. Então, compõe, compõe… Sem parar. Até ao amanhecer.
Naquele ano, a Missa do Galo foi mais bela do que das outras vezes. E enquanto os fiéis cantavam o seu cântico, o velho Jácome, sentado ao fundo da igreja, rezou pela primeira vez na vida…

Christine Pedotti
24 histoires de Noël pour attendre Jésus
Paris, Mame, 2007
(Tradução e adaptação)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s